Archive for September, 2008

Minha percepção do XVIII Encontro Internacional GeneXus (Parte I)

Tuesday, September 30th, 2008

Desde que se realizavam os eventos de GeneXus na Intendência Municipal de Montevideu (local da prefeitura da cidade) tenho participado em quase todos eles no Uruguai, e já participei de 3 no Brasil, e realmente continua valendo e muito a viagem até Montevideu.

Quase uma semana após de sua finalização, tempo para deixar algumas coisas em dia do trabalho, tivesse gostado dar um análise mais detalhado de cada palestra que participei, mas realmente como comentou Lamas na sua palestra o que menos temos é tempo.
Então para não apagar de minha mente algumas coisas que mais me chamaram a atenção para bem ou para mal do Evento, vou tentar registrar rápido neste post, o que expressa minha opinião, espero ninguém se ofenda, tal vez eu esperava outra coisa em alguma palestra em particular, ou o que esperava ver estava em outra palestra ao mesmo tempo, nesse caso seria problema da edição do programa.
Acredito que deveria fazer um post, por palestra, mas seria muito grande então dividi em 3 posts, 1 por dia.

Na abertura do evento, Gonda falou da Evolution 1 que permite gerar as aplicações win, com os mesmos geradores da versão 9, foi rápido e conciso para iniciar seguidamente a palestra de Carriquiri.
Para quem está acostumado a ver por segunda vez muitas das palestras no evento de Brasil, já que geralmente o material que se assiste no evento de GeneXus se repete o ano seguinte no Brasil, fiquei sorprendido, porque esta vez foi ao contrario, Carriquiri começou com as ppts que tinha passado em março em São Paulo, então não sei se tinha pessoal de Brasil assistindo que já tinham participado do Evento em São Paulo, para eles nada novo até esse momento.

Aplicações X
O título da palestra e por ser umas das que praticamente abriam o evento por estar na sala principal, o palestrante, a quem admiro muito por sua personalidade e por ter feito coisas muito produtivas com a ferramenta GeneXus, faziam dessa palestra esperar muito mais do que foi exibido. Tal vez seja porque eu já estou trabalhando com a X, e esperava algo novo, achei essa palestra um pouco passada de teoria.

20 25 Patterns e Café com Patterns
Acredito que fiz 80% das perguntas entre o 20-25 e o Café, algumas Enrique Almeida me dio umas dicas que já estou aplicando, mas outras foram anotadas e realmente gostaria que fossem implementadas o antes possível. Gostei bastante das respostas e a atitude da equipe de ARTech.

Patterns na X Mais produtivos que nunca
Os patterns de PuntoExe tem melhorias respeito aos patterns tradicionais liberados por GeneXus, não sei respeito aos K2B Patterns, ainda não estou muito convencido, se é bom mexer com o desenvolvimento de pattern diretamente, porque não é algo que seja possível desenvolver diretamente com GeneXus, mas quem assim trabalha e conta com alguém para desenvolver os patterns, tem bons resultados.

Café com KB Grandes
Bom inicio, é um tema para seguir conversando e estudando algumas coisas, eu trabalhei com KBs grandes até a versão 9 agora com a X pensava que estava com uma enorme, me tranquilizaram dizendo que o Banco de Dados vai resolver, Minha KB hoje tem um 1,5 GB num 20% do que provavelmente será no futuro, é um tema para continuar conversando, foi muito bom. Tem que seguir.

Key Note de Nicolás Jodal
Saímos muito tarde do Café com KB Grandes, e cheguei no meio da palestra, me parece que as palestras de Nicolás tenho que ver completas, realmente merece, então vou assistir o vídeo, e também a verei no evento de Brasil.

Jantar do evento
Muito bom, encontrar e compartilhar com amigos, sempre é um bom momento.
Algo que ninguém gosta de perder.

Fabricio De los Santos
Gerência de Projetos – Consultoria GeneXus –
ERP – Sistemas de Missão Crítica – Bancos de Dados.

Veja meus blogs em:
www.fabriciodelossantos.com

Com a mala pronta rumo ao XVIII Encontro Internacional GeneXus

Friday, September 19th, 2008

Literalmente falando, estou com a mala pronta do lado da minha mesa, pronto para a partida.
Meu vôo é desde Guarulhos hoje à noite, tentando sair 17.00 hs acho poder chegar a tempo para pegar o vôo das 21.40 da Gol.
Isso se o transito ajuda, nesta cidade enorme sexta-feira é terrível mas me garantiram os motoristas que fazem o serviço de ônibus Congonhas-Guarulhos que eles vão na certa. Então antes de pegar um taxi, que pode ou não ter uma rota de acordo ao transito e a experiência do taxista, vou pela experiência. Tomara que de certo.
Vai ser uma semana puxada, evento, curso, reencontro com amigos, família e trabalho a distancia, isso não pode parar, mas tudo vale a pena para assistir ao Evento mais importante de Uruguai no que refere a Indústria de Software.
Antes de começar o evento, Parabéns a ARTech por manter esta, já uma tradição Genexiana de ano a ano!
Aproveito a convidar aos que estão no Brasil e vão ao evento a participar de reunião de Grupos de Usuários GeneXus que será na Sala Florida na terça-feira 23 as 11.45.
Aqui deixo o link para mais informação.

Fabricio De los Santos
Gerência de Projetos – Consultoria GeneXus –
ERP – Sistemas de Missão Crítica – Bancos de Dados.

Veja meus blogs em:
www.fabriciodelossantos.com

HTC S621

Wednesday, September 17th, 2008

Fabricio De los Santos HTC S621

Finalmente desisti do iphone. Cansei de esperar.
Mesmo me falando que o 26 de setembro seria lançado aqui no Brasil, minha ex-operadora Claro não tem sinal perto do Aeroporto de Congonhas (onde eu passo a maior parte do tempo), como bom cliente, tentando lhes ajudar, fiz o comentário na própria loja da Claro, e deveriam entrar em contato comigo, más depois pensei:

1) Será mesmo que vão estudar o caso?
2) Como vão entrar em contato comigo, se onde eu estou não tem sinal?
Então parti para Vivo, operadora usada por a maioria dos meus colegas de trabalho, quem vai trazer também o iphone, só que nas lojas ninguém sabe nada e falam de fim de ano.
Em teoria por segundo comentam, por politica da Apple deveriam lançar as 2 ao mesmo tempo, então talvez mesmo seja em final de setembro, ainda que os funcionários da Vivo falem que não sabem.

Mas surgiram 2 problemas:

1) A Vivo vai dar prioridade aos antigos clientes. De qualquer forma, fiz o cadastro com meus dados, email, etc, e nunca recebi resposta nenhuma.
2) Conversando com amigos e procurando na internet, fiquei com algumas dúvidas respeito ao iphone

– Software proprietário muito fechado

– Muito bloqueado e em alguns casos tiveram que contatar até a Macintosh para resolver algum problema

– Para usar o Skype, ele não está ativo por padrão, tem que usar certos programas ou acessar a sites para poder usar lo

– Ninguém ainda sabe o preço, o que pode ser muito alto, nem os planos exigidos pela operadora o que pode ser uma coisa a observar antes de entrar nessa. Também é de imaginar que nos primeiros meses seja um caos conseguir um iphone, o que me levou a decidir que é melhor esperar a poeira baixar

– Falam que algumas vezes o touchscreen pode até ser meio difícil de usar, quando se quer escrever texto

Em fim, finalmente, tentando resolver rapidamente meus problemas básicos, falta de sinal, acesso a WIFI para testes de algumas aplicações web feitas em GeneXus X, tentar o uso de skype, parti para o HTC S621, que escolhi por preço nada mais, R$ 29 de acordo com o plano que escolhi. Na verdade preferia o HTC S711 mas não estava na promoção, então investimento baixo para testar as funcionalidades, mais na frente comentarei se estive errado o certo.

Fabricio De los Santos
Gerência de Projetos – Consultoria GeneXus –
ERP – Sistemas de Missão Crítica – Bancos de Dados.

Veja meus blogs em:
www.fabriciodelossantos.com

EXP-00003: no storage definition found for segment

Sunday, September 14th, 2008

Estava tentando levar uma aplicação feita em GeneXus 8 para GeneXus X, e tudo tranquilo respeito a GeneXus, mas a dor de cabeça foi com Oracle.

EXP-00003: no storage definition found for segment

Este problema acontece quando tentamos exportar um esquema de banco de dados com uma versão antiga do cliente 9 de oracle, comentado no metalink de oracle, com o Doc ID: Note:274076.1

Uma alternativa para não atualizar o cliente é rodar o seguinte script antes de executar o export para alterar a view exu9tne

create or replace view exu9tne (tsno,fileno,blockno,length) as
select ts#, segfile#, segblock#, length from sys.uet$
where ext# = 1
union all
select * from sys.exu9tne;

Depois de fazer o export voltamos a deixar a view como estava antes

create or replace view exu9tne (tsno,fileno,blockno,length) as
select ts#, segfile#, segblock#, length from sys.uet$
where ext# = 1

Depois vai na frente.

Fabricio De los Santos
Gerência de Projetos – Consultoria GeneXus –
ERP – Sistemas de Missão Crítica – Bancos de Dados.

Veja meus blogs em:
www.fabriciodelossantos.com

Ativar Auditoria em Oracle 10g XE

Thursday, September 11th, 2008

Muitas vezes queremos utilizar a auditoria interna de Oracle mas não sabemos se está ativa ou não.
Para verificar ou ativar a auditoria devemos fazer o seguinte:

Devemos nos conectar ao banco como sys

connect / as sysdba;

Primeiro checamos se a auditoria está ativada.

show parameter audit;

Se AUDIT_TRAIL=NONE não está ativa, então executamos:

alter system set audit_trail=db SCOPE=spfile;

Temos que baixar o banco

shutdown immediate;

E levantar de novo

startup open;

Consultamos os parâmetros novamente.

show parameter audit;

E agora já podemos começar a usar a auditoria de oracle.
Por exemplo executamos este comando:

audit alter table, insert table, delete table by nosso_usuario_a_auditar;

Conectamos com esse usuário e fazemos algumas operações de insert ou delete por exemplo.

Logo após consultamos a auditoria.

select * from aud$;

Existem muitas opções na hora de auditar, este exemplo é algo simples só para começar a entrar no mundo de auditoria de Oracle.

Fabricio De los Santos
Gerência de Projetos – Consultoria GeneXus –
ERP – Sistemas de Missão Crítica – Bancos de Dados.

Veja meus blogs em:
www.fabriciodelossantos.com

Detalles hacen la diferencia

Tuesday, September 9th, 2008

Gastado está la frase que “detalles hacen la diferencia”, por eso se me ocurrió poner un ejemplo de algo que nunca antes había notado y me cansé de ver y o escuchar.
Estaba leyendo un libro muy gracioso e interesante de Mario Persona, donde hablaba del timing, (mucho material para otro post) que básicamente se resumía en las actitudes tomadas por personas en el momento justo, lo cual marcaba la diferencia.
A pesar de lo interesante del artículo lo que más me llamó la atención, era algo relacionado a los Beatles.
Que puede haber de nuevo en los Beatles?
Nada, lo que hay de nuevo, es que nunca me pregunté porque los Beatles se vestían de forma más formal que los Rollings Stones, esto puede depender del criterio de cada uno, pero cuando pienso en los Beatles, se me viene a la mente, que vestían traje, con un corte de pelo particular, que en definitiva intentaban dar un toque más formal y prolijo, a algo que en el fondo era lo mismo, Rock and Roll.
No quiero profundizar en temas como que si la música era la misma o no, o que si una banda era mejor que otra o no, pero el surgimiento de algo parecido, se vio diferenciado simplemente por el “embalaje” que dejaba a los padres de aquella época más tranquilos, de que sus hijos siguieran un grupo que parecía más serio y responsable al menos en apariencia.
Y eso entre otras cosas, hizo de los Beatles en esa época, la banda de rock más exitosa del mundo.
Simplemente. Detalles hicieron la diferencia.

Fabricio De los Santos
Gerencia de Proyectos –
Consultoría GeneXus –
ERP – Sistemas de Misión Crítica – Bases de Datos.

Vea mis blogs en:
www.fabriciodelossantos.com

Saudades do velho GeneXus? SIM, pero no mucho.

Tuesday, September 9th, 2008

A primeira vez que vi GeneXus na minha vida, foi quando fui convidado a participar na revisão do primeiro Tutorial de GeneXus na versão Windows 5.01.
Para mim não existia muita diferença no ambiente, porque estava cursando ainda a faculdade, e tinha feitos alguns programas em Visual C++. Depois disso fiz o curso de GeneXus e comecei a trabalhar na Administração Nacional de Correios de Uruguai e na empresa HEXA, sempre com a versão Windows.
Certo dia recebi uma proposta da empresa Equital, a qual tinha um sistema de Gerenciamento de Abonados de TVCable muito completo, e me pareceu fantástica a ideia de trabalhar ai.
No primeiro dia, O SUSTO!, tela azul no fundo quando cliquei no atalho para entrar a GeneXus… não, não, não foi problema de Windows, a versão de GeneXus era a 3.3 para MS-DOS!
Vou lhes contar, que aprendi muito rápido e logo me adaptei, era muito fácil, para fazer workpanels, não tinha que estar acomodando os campos com o mouse, eles caiam um do lado do outro e com a tecla enter conseguia baixar o campo e deixar todos alinhados.
Relatórios, nossa, uma maravilha, um campo do lado do outro, e ele já saia perfeito. Zero, preocupação. Definição de variáveis, era simples usar a regra “define” e copiar e colar para qualquer lugar.
NOSSA que saudades! Era tão simples!
Depois disso vivi todas as mutações de GeneXus, passei por todas as versões, números e nomes que podem parecer estranho para quem não é uruguaio, lembram de Solis, Ceibo….
Bem e no final meus amigos, chegou a Rocha, associada ao estado Rocha de Uruguai, mas para mim, sempre a associei com Pedro Virgilio Rocha (da cidade de Salto, como eu, jogador de Peñarol, São Paulo, Palmeiras e Coritiba) conhecido como o “Verdugo”.
E eu acho que realmente é a melhor associação, e me desculpem os rochenses, em especial Eugenio Garcia de ARTech.
A versão GeneXus X é o Verdugo das anteriores. Gente, na primeira impressão você não entende nada, cadê os objetos?, como faço para usar minhas velhas funcionalidades… O CHOQUE realmente é muito grande, o mesmo sentimento que tive quando passei da versão WIN para a versão DOS, você na primeira impressão sente que está ficando velho, que esse mundo já não é seu, e sente que não vai se adaptar, nem falar quando está escrevendo um procedimento e da aquele famoso “Control + A” para inserir um atributo e a tela fica toda azul, porque você na realidade agora com isso, você faz um “Select All”, são muitas coisas!
Mas… a versão GeneXus X tem centos de novas funcionalidades, e objetos novos, que ajudam e MUITO!.
DataProvider, DataSelector, o novo diagrama de tabelas, muito útil ter os campos no diagrama, antes eu tinha que fazer isso não mão, o novo tratamento das imagens, web panels em modal dialog (a solução para tanto código javascript), por fim tiraram o objeto relatório que todos concordávamos que poderia ser um procedure, e agora o novo objeto Query no preview do U2, que provavelmente vai causar revolução, tal vez seja parecido ao nosso gerador de relatórios que esperamos a muito tempo, ou pelo menos vai ajudar e muito.
Bem não vou falar o que realmente você vai descobrir quando usar, mas vale a pena.
GeneXus X, é SHOW DE BOLA!, eu recomendo.

Fabricio De los Santos
Gerência de Projetos – Consultoria GeneXus –
ERP – Sistemas de Missão Crítica – Bancos de Dados.

Veja meus blogs em:
www.fabriciodelossantos.com

Erro 404 Página não encontrada com GeneXus X Windows 2003 .NET

Tuesday, September 9th, 2008

O Windows 2003 é um sistema operativo mais fechado que o 2000.
Tem que habilitar muitas coisas que no 2000 já estão habilitadas.

Erro 404 Página não encontrada – http page not found – HTTP 404 – Não é possível encontrar o recurso

Este problema aconteceu quando tentamos rodar uma aplicação que estava funcionando no Windows XP (nosso PC de desenvolvimento) com GeneXus X e .Net contra um Banco Oracle, e migramos para um Windows 2003.

O problema foi resolvido quando habilitamos as extensões ASP.NET de serviços da Web.
Para isto tem que entrar no Gerenciamento do computador / Serviços e aplicativos / Gerenciados dos Serviços de informações / Extensões de serviços da Web.

Ai tem que escolher a extensão ASP.NET do framework que desejam utilizar.
No exemplo é o framework 2.0

Existe um link que faz referência a este e outras possíveis causas no seguinte SAC

http://www2.gxtechnical.com/portal/hgxpp001.aspx?15,4,61,O,S,0,,18644

Fabricio De los Santos
Gerência de Projetos – Consultoria GeneXus –
ERP – Sistemas de Missão Crítica – Bancos de Dados.

Veja meus blogs em:
www.fabriciodelossantos.com